Destaque

Artigo Científico, Destaque

Django Livre e o racismo que aprisiona

Neste artigo propomos que a trajetória do personagem Django, no filme Django
Livre, do diretor Quentin Tarantino, contribui para o empoderamento do negro fora da
ficção, visto aparentemente ser uma trajetória de emancipação. Foram escolhidas cenas
chave do filme e realizada uma análise do discurso de Django, com base na obra de
Michel Foucault, para encontrar o verdadeiro enunciado por trás da obra, e fazer um
paralelo com o empoderamento do negro, baseado nos conceitos de Paulo Freire. Através
desta pesquisa, refutamos a hipótese inicial, e concluímos que a trajetória de Django, não
contribui para o empoderamento do negro; pois seu discurso se revelou individualista e
opressor, o discurso de alguém aprisionado pelo racismo.

Leia mais